Cavalos selvagens são ameaçados de extinção pela indústria agropecuária

Cavalos selvagens são ameaçados de extinção pela indústria agropecuária

As indústrias da carne e de laticínios são extremamente danosas para o planeta. Elas são responsáveis pela emissão de grandes quantidades de metano e óxido nitroso e pela destruição de florestas tropicais e pastagens devido à criação de mais pastagens, o que agrava as mudanças climáticas.

Para outras espécies que a indústria agropecuária considera como uma “concorrência e/ou pragas”, as consequências são fatais e iminentes.

Nos Estados Unidos, 155 milhões de acres de terras públicas são usadas para o programa de pastagem do Departamento de Gestão de Terras. Isso, combinado com as terras privadas alocadas para o mesmo objetivo, faz com que 41,4% de todas as terras dos Estados Unidos Continental sejam utilizadas para a exploração de vacas, em comparação com apenas 9,1% para residências urbanas e rurais, conforme veiculado pelo One Green Planet.

Para os fazendeiros do país, esse número absurdo ainda é insuficiente. Eles subornam constantemente o governo para fornecer mais espaço para suas explorações e fazem o máximo que podem para forçosamente eliminar a vida selvagem que reside nessas áreas.

Cavalos selvagens e burros estão entre seus principais alvos há anos e essas espécies logo serão extintas caso os fazendeiros tenham sucesso. De acordo com uma petição do Care2, a indústria agropecuária atualmente pressiona pela remoção de 50 mil dos 67 mil cavalos selvagens e burros que habitam terras públicas.

Além disso, há a pressão para o extermínio de outros 46 mil cavalos selvagens que já foram capturados e agora são mantidos em cativeiro em instalações de detenção do governo. Essas ações não só prejudicariam a sobrevivência dessas espécies, que já são superadas na proporção de 50 para 1 pelas vacas, como também impactam ainda mais as terras públicas.

Assinar a petição é fundamental para instar o Secretário do Interior Ryan Zinke e o Congresso do país a não autorizarem qualquer esforço de vender os cavalos selvagens e burros capturados para matadouros e proibir a matança de animais saudáveis.

Os ativistas também exigem que o Departamento de Gestão de Terras não possa retirar as proteções federais dos animais e entregá-los a agências federais estaduais, locais e outras, que então poderiam matá-los.

Além disso, contestam a esterilização cirúrgica de cavalos selvagens em livre circulação como uma ferramenta de manejo, já que isso destrói os comportamentos naturais dos animais. É vital também que as pessoas adotem o veganismo para salvar a vida dessas espécies e não financiem a brutalidade intrínseca ao consumo de produtos animais.

Fonte: Planeta Osasco

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s