EUA INVESTE EM CHIPS DE ÓRGÃOS HUMANOS QUE PODEM SALVAR ANIMAIS TORTURADOS EM TESTES

EUA INVESTE EM CHIPS DE ÓRGÃOS HUMANOS QUE PODEM SALVAR ANIMAIS TORTURADOS EM TESTES

Os testes em animais são excessivamente cruéis e desnecessários especialmente desde que novos métodos têm sido desenvolvidos para substituí-los.

Os mais promissores são os chips de órgãos que contêm células humanas e imitam a complexidade de determinados órgãos. Em breve, esse método deve ser mais utilizado.

O Escritório de Administração de Alimentos e Drogas dos EUA (FDA) acaba de fechar uma parceria com a empresa Emulate, que cria “órgãos em chips”, para desenvolver e testar esta tecnologia.

O uso dos chips pode eliminar os testes de drogas ou cosméticos em animais. A alternativa é muito mais precisa do que a crueldade atualmente empregada e os chips são do tamanho de uma bateria AA, transparentes e feitos de polímeros flexíveis.

Neles há pequenos canais repletos de dezenas de milhares de células humanas e fluidos que imitam as funções humanas e reproduzem o fluxo sanguíneo e o ar de forma semelhante ao corpo humano. Dessa forma, os chips podem recriar movimentos respiratórios e contrações musculares.

De acordo com o ZME Science, a Emulate já criou chips de pulmão, fígado, rim, cérebro e intestino. O que os diferencia de culturas de células é o fato de eles reproduzirem como o corpo humano funciona e fornecerem um cenário mais realista. Eles possuem um contexto como células imunes, sangue e outros ambientes que os tornam um modelo preciso para os seres humanos.

Segurança de medicamentos

00000000000000000
Foto: Maxpixel

 

É importante assegurar que um medicamento seja suficientemente seguro antes de ser testado em seres humanos. Até agora, os pesquisadores torturaram animais desnecessariamente para tentar garantir esta segurança.

Agora as drogas podem ser testadas nos chips ao invés de em seres inocentes. Os pesquisadores conseguem visualizar como um órgão em um chip reagiria a certos tratamentos. Por exemplo, eles poderiam usar um fígado em um chip para verificar como o fígado reagiria a um medicamento. O resultado seria mais exato do que o teste em animais, já que são usadas células humanas.

“Estamos entusiasmados para iniciar este relacionamento com a FDA como um potencial primeiro passo para acelerar a adoção do nosso sistema de imitação humana para uma aplicação ampla de uma nova plataforma de testes para diversos produtos que são revistos e aprovados pelas autoridades reguladoras a fim de proteger e melhorar a saúde humana”, declarou Geraldine A. Hamilton, presidente da Emulate.

A FDA e a Emulate irão avaliar e desenvolver os chips de órgãos como um meio apropriado para testar alimentos, medicamentos e cosméticos. Inicialmente, a empresa e a FDA concentrarão a investigação sobre os fígados em chips. O fígado quebra a maioria das drogas e ver como ele reage é fundamental.

Os chips da Emulate podem prever as respostas humanas para alimentos, cosméticos e suplementos dietéticos mais precisamente do que qualquer outro método, como culturas de células ou testes em animais. Esperemos que este sistema seja implementado com êxito para poupar os animais abusados em testes e aumentar a eficiência dos medicamentos.

Fonte: Planeta Osasco

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s