Golfinhos são libertados após viverem confinados em aquário durante décadas

Golfinhos são libertados após viverem confinados em aquário durante décadas

00000000000000000000000000000000000000000000000000.jpg
Foto: Ric O’Barry’s project / facebook

Depois de viverem por 20 anos em terríveis condições no Aquário Seoul Grand Park, na Coreia do Sul, os golfinhos Geumdeung e Daepo poderão retornar à natureza em julho deste ano.

Os dois golfinhos roazes foram capturados por uma rede de pesca, perto de Jeju Island em 1997 e 1998, respectivamente. Eles receberam nomes provenientes das aldeias onde foram encontrados pela primeira vez.

Geumdeung e Daepo tiveram que enfrentar abusos em vários shows de golfinhos ao redor de Jeju Island até serem transportados para o Seul Grand Park em 1999 e 2002, onde vivem até hoje.

De acordo com o Ric O’Barry’s Dolphin Project, uma organização sem fins lucrativos dedicada a acabar com o cativeiro de animais marinhos, a decisão de libertar Geumdeung e Daepo foi do prefeito Park Won-soon.

O inovador filme “The Cove” influenciou muito a disposição do prefeito de reabilitar e liberar os golfinhos e ele decidiu arcar com todos os custos do projeto, conforme reporta o One Green Planet.

Com isso, depois serem arrancados da natureza e, em seguida, forçados a executar truques estúpidos e não naturais para o público, Geumdeung e Daepo agora finalmente voltarão para seu habitat.

O retorno dos golfinhos deve aumentar a população de membros da espécie perto das costas de Jeju. Geumdeung e Daepo têm entre 23 a 26 anos e ainda são considerados suficientemente saudáveis para se reproduzir. Normalmente, o golfinho roaz Indo-Pacífico vive até atingir 30 anos.

O Ministério de Pesca e Assuntos Marítimos planeja ajudar Geumdeung e Daepo a se adaptarem novamente à natureza. Uma vez que eles se acostumarem com seu ambiente local e forem capazes de capturar presas, os dois serão transportados de volta para a ilha de Jeju em maio e, em seguida, voltarão ao oceano em julho.

Considerando que os golfinhos possuem habilidades de comunicação complexas, capacidade mental avançada e autoconsciência genuína, é emocionante saber que Geumdeung e Daepo logo retornarão para onde pertencem: o oceano.

Nenhum animal deve sofrer para servir como entretenimento para seres humanos. Por isso, é fundamental nunca visitar ou apoiar instalações como os parques marinhos do SeaWorld ou Marineland e lutar para acabar com essa exploração.

Fonte: Planeta Osasco

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s