5 coisas que você nunca soube sobre galinhas

5 coisas que você nunca soube sobre galinhas

Mais espertas do que crianças e tão comunicativas quanto macacos, elas são seres sencientes e inteligentes. Nunca pensou sobre o que as galinhas podem estar pensando de você? É melhor se preocupar.

Nenhum animal no mundo foi estudado com tamanha profundidade. Em 2004, as galinhas se tornaram a primeira ave a ter seu genoma completamente sequenciado, o que permitiu um dilúvio de investigação científica sobre sua fisiologia, seus comportamentos sociais e até mesmo suas características psicológicas. O estudo do genoma permitiu que cientistas afirmassem que as galinhas são mais espertas do que crianças e aprendem a se comunicar e captar comportamentos tão rápido quanto o macaco mais evoluído.

Como elas se comunicam?

Todo aquele cacarejo não é por acaso – galinhas têm uma linguagem própria. Especialistas dizem que, além de “cacarejar”, galinhas também “brigam” e “gritam”. E a partir dessa comunicação básica, elas são capazes de, pelo menos, 30 expressões diferentes, que vão desde “ei, eu encontrei um monte de gafanhotos”, “te vejo mais tarde, vou ali botar um ovo” a “vem aqui, galo sexy!”.

As outras expressões são uma resposta ao estresse, e variam entre aquelas que alertam para uma ave de rapina circulando no ar ou predadores que atacam pelo solo.  Galinhas começam a falar com seus filhotes em tons suaves enquanto eles ainda estão no ovo – se você chegar perto do ninho, poderá ouvi-los piando de volta para a mamãe de dentro da casca.

Galinhas têm sentimentos?

Sim, diz o pesquisador britânico Jo Edgar, que descobriu que as galinhas possuem empatia. Ele desenvolveu um experimento que simula o estresse no pintinho e descobriu que a galinha mãe reage como se ela própria estivesse experimentando a dor que seu filho sofre – um sinal de empatia. Galinhas também são conhecidas por apresentar um comportamento de luto quando outra galinha morre, e também mostram sinais de depressão quando são removidas do grupo e colocadas em galinheiros solitários.

Galinhas sonham com o quê?

Não sabemos ao certo, mas sabemos que elas sonham. Assim como os seres humanos e outros mamíferos, aves (todos os pássaros, acredite!) tem uma fase REM do sono, um período de “movimento rápido dos olhos”, que significa sonhar. Talvez a maioria dos sonhos delas estejam cheios de imagens e emoções de suas vidas galináceas diárias, assim como os nossos sonhos estão. Talvez, são sonhos ocasionais que resultam de traumas ou desejos de voar como uma águia (galinhas só pode voar por alguns segundos antes de cair de volta no solo).

As galinhas têm outra fase do sono que os humanos não possuem, chamada SOLU (sono de ondas lentas uniemisféricas), na qual uma metade do cérebro está em repouso, enquanto a outra metade está acordada. É por isso que as galinhas podem ser vistas dormindo com um olho aberto e um olho fechado, uma adaptação evolutiva que lhes permite manter o relógio biológico sempre alerta para predadores enquanto ela tira um (ou meio?) cochilo.

O que faz um galo ser sexy?

Existem alguns critérios, segundo a ciência. Tamanho e força são importantes, e os galos mais poderosos têm um posto mais alto na hierarquia, sendo, portanto, capazes de fornecer mais alimentos para o seu harém de fêmeas. O tamanho e a cor da crista do galo – o apêndice vermelho e carnudo na cabeça de um frango macho – também é um fator, assim como as acácias, a carne vermelha pendurada em seus queixos. Quanto maior e mais vermelho, mais sexy o galo é aos olhos das fêmeas.

Os alimentos e a crista entram em jogo durante a dança de acasalamento, na qual o galo espalha vários pedaços de comida no chão de uma forma dramática, enquanto sacode suas protuberâncias carnudas em torno da fêmea. Ainda assim, as galinhas são um tanto saidinhas, e acasalam com vários galos de uma vez. Elas têm a capacidade única de livrar-se do esperma dos galos inferiores após a cópula, uma forma de garantir que seus pintinhos sejam filhos do galo mais sexy da redondeza.

Galinhas são espertas (e deveríamos ter medo de que elas dominem o mundo?) Rsrs

Um número surpreendente de pessoas sofrem de medo de galinhas: uma condição conhecida como aletrorofobia, que pode não ser tão irracional quanto parece, dado o que os cientistas andam descobrindo sobre o problema. Uma pesquisa recente mostrou que as galinhas podem distinguir entre mais de 100 faces de sua própria espécie e de seres humanos, ou seja, elas sabem quem você é para que possam lembrar de você se você tratá-las mal. Elas demonstraram habilidades complexas de resolução de problemas e têm poderes super-sensoriais, como a visão telescópica (parecida com a visão presente em aves de rapina) e a visão de quase 360 graus (como as corujas, por exemplo). Você conhece os X-Men? Eles são fraquinhos perto das X-Chicken!

Além dos superpoderes, as galinhas são os parentes vivos mais próximos do Tyrannosaurus rex (de acordo com pesquisadores que em 2007 testaram proteínas a partir de um osso do pé de um T-rex particularmente bem preservado), e existem 3 galinhas para cada ser humano no planeta. Ainda não aconteceu nenhuma revolução de frangos lutando por seus direitos contra os agricultores, mas neste exato momento as galinhas podem estar conspirando contra você!

Fontes:
Parcialmente traduzido de DiscoveryNews: http://news.discovery.com/animals/5-things-you-never-knew-about-160326-chickens.htm.
Originalmente publicado em ModernFarmer: http://modernfarmer.com/2016/03/chicken-facts/?utm_source=chicken-facts&utm_medium=discovery&utm_campaign=discovery.

Explica Ciência 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s