Uma zona “duty-free” próxima a Tailândia, comandada por investidores chineses serve carne de tigre a turistas.

Uma zona “duty-free” próxima a Tailândia, comandada por investidores chineses serve carne de tigre a turistas.

Há mais animais em cativeiros ilegais do que soltos na natureza.

Uma zona econômica livre de 31 km2 no Laos, próxima à fronteira com a Tailândia, contém uma fazenda dedicada à criação de tigres ameaçados de extinção para alimentação de turistas e produção de souvernirs. Esse território sem lei, cedido pela ditadura do país a um grupo de capitalistas de Hong Kong em 2007, foi tema de uma reportagem do jornal norte-americano New York Times publicada agora, em 6 de junho.

O Kings Romans Group, sob vista grossa do governo comunista de partido único, também é responsável por um cassino, uma rede de hotéis, ringues para brigas de touros e galos e um centro de compras com produtos de origem chinesa livres de impostos, todos concentrados na pequena faixa não-regulamentada.

O local, disfarçado de zoológico decadente, é só um de vários pontos conhecidos de criação de mamíferos de grande porte em risco de extinção no Sudeste Asiático. Grupos dedicados à proteção dos animais calculam que só no Laos, dentro e fora da área que está sob jurisdição dos investidores chineses, vivam mais de 700 tigres em cativeiro – indefesos e estressados, com garras e dentes cortados. Eles às vezes são usados para atrair visitantes, mas em geral serão mortos para a produção de carne, jóias e remédios típicos da medicina popular.

Turistas vão à região para fazer o que não é permitido em nenhum outro lugar do mundo. O New York Times apurou que pratos de carne de tigre são servidos como iguarias locais de US$ 45,00, e são acompanhados de uma bebida chamada “vinho de tigre” – uma espécie de infusão feita com ervas, grãos e ossos do animal, que sai por US$ 20,00 a dose. O local não é monopólio do Kings Romans Group, mas concentra também outros empreendimentos, quase todos comandados por chineses.

Fonte: Super Abril

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s