Supermercado europeu Carrefour é pego vendendo carne de cachorro na China

Supermercado europeu Carrefour é pego vendendo carne de cachorro na China

A companhia de supermercados europeia Carrefour, conhecida mundialmente, foi flagrada vendendo carne de cão em duas lojas chinesas. Há 4 anos atrás a rede havia se comprometido a parar de comercializar esse tipo de produto para evitar riscos a saúde da população e não incentivar a crueldade a cães.

Em 2012, o Carrefour promoteu através de um e-mail que deixaria de lucrar a partir da crueldade da Indústria de carne de cachorro. Mas em 2016, investigações feitas em parceria com a instituição defensora de animais Animals Asia, revelaram que duas filiais da empresa da cidade de Xuzhou, na China, ainda disponibilizavam o produto.

Foram enviados e-mails para a sede da Carrefour na França, todos sem respostas. Já em maio de 2017, em nova visita às filiais, a empresa de consultoria Ya Dong afirmou que produtos de carne de cachorro continuam a ser vendidos nos locais.

Jill Robinson, fundadora e CEO da Animals Asia afirmou que é decepcionante que mesmo depois de todas as informações dadas, uma empresa tão grande como o Carrefour continue a colocar a vida das pessoas em risco e a explorar cães.

“É extremamente decepcionante para os amantes de animais em todo o mundo que o Carrefour esteja colocando os lucros na frente do bem-estar dos cachorros da China. Nossas investigações sobre a indústria, que compartilhamos com o Carrefour, revelam a ilegalidade, a crueldade e as preocupações de segurança pública em todas as etapas da cadeia de fornecimento de carne de cachorro. No entanto, eles continuam a vender produtos de carne de cachorro”, afirmou Jill.

0000000000000000000000000000000000000000000000000000000supermercado-europeu-carrefour-e-pego-vendendo-carne-de-cachorro-na-china-pdd1-300x225.png
Investigação encontrou produtos de carne de cachorro em duas filiais chinesas da rede de supermercados Carrefour. (Foto: Reprodução / The Dogington Post / Animals Asia)

Jill afirma que clientes da companhia provavelmente ficarão chocados com as revelações. “É comum para o Ocidente criticar o comércio chinês de carne de gato e cão, mas aqui é um supermercado europeu que está se beneficiando abertamente disso. Demos ao Carrefour todas as oportunidades para acabar com sua associação com a indústria cruel da carne de cachorro, mas eles continuaram a lucrar com essa crueldade. Sem dúvida, será um choque para muitos dos clientes da Carrefour na Europa que a empresa tenha expressado tão pouco respeito pelas preocupações com a crueldade animal”, completou Jill Robinson bastante indignada.

Segundo a diretora de bem-estar de gato e cão da Animals Asia, Irene Feng, a última coisa que os ativistas de proteção animal da China precisam é de uma cadeia de supermercados moderna e internacional que ache normal o consumo de carne de cachorro e apoie uma indústria cheia de crueldade e ilegalidade.

A Animals Asia criou uma petição on-line solicitando ao Carrefour que pare de vender produtos de carne de cachorro.

Fonte: Portal do Dog

Anúncios

3 comentários em “Supermercado europeu Carrefour é pego vendendo carne de cachorro na China

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s