Dezenas de cavalos ficam traumatizados depois de serem agredidos em festival

Dezenas de cavalos ficam traumatizados depois de serem agredidos em festival

A Espanha é frequentemente o centro de muitas discussões sobre a crueldade animal.  As touradas provocam dezenas de protestos todos os anos de ativistas e outras pessoas indignadas com a barbaridade da prática

Há 400 anos, ocorre a Rapa das Bestas no estado da Galiza, em todos os verões.  Este “festival”, cujo nome pode ser traduzido como “a raspagem das feras”, promove um suposto espetáculo de força entre os participantes e cavalos semi selvagens.

Cavalos correm apavorados

A Rapa das Bestas que ocorre na aldeia de Sabucedo é a mais conhecida e a mais antiga. Infelizmente, ela é classificada como uma Festa de Interesse Turística Nacional desde 1963 e uma Festa de Interesse Turístico Internacional desde 2007.

Homem pula sobre cavalos

Depois de levarem os cavalos das colinas vizinhas para a aldeia, os participantes tentam conduzi-los para um recinto, o curro, para cortar suas crinas. Embora os turistas possam ajudar na captura, eles são proibidos de participar da luta com os animais, conforme divulga o The Holidog Times.

Participantes agridem cavalos

Durante o confronto, todos os tipos de violência são permitidos. Os participantes se jogam sobre os cavalos, agarram-nos pelo pescoço, lutam com eles no chão, depois os prendem e cortam suas crinas e rabos. Os cortes de tesoura são frenéticos e brutais e podem ferir os animais em pânico.

Os cavalos são então marcados e devolvidos à montanha após o último dia do festival. Os moradores de Sabucedo alegam que marcam os animais para identificá-los. Porém, a brutalidade do evento traumatiza os cavalos. Além disso, cortar a crina e o rabo de um cavalo diminui sua capacidade de se proteger de insetos.

Cavalos derrubados no chão

Nada está sendo feito para acabar com essa prática bárbara. Ao contrário, as autoridades espanholas parecem encorajá-la, ao elevá-la ao status de tradição protegida. Sendo assim, o único meio para acabar com essa prática é a conscientização dos turistas, para que esses deixem de apoiar a Rapa das Bestas.

Fonte:Anda

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s